20 EMPRESARIOS DE SUCESSO II

07/10/2010 07:05

Carlos Miele 

42 anos, dono da M. Officer

"Tenha seus próprios oráculos"

Sempre procuro ouvir o que pessoas que considero geniais têm a dizer sobre o meu negócio.

Quem não divide o dia-a-dia comigo sempre vê as coisas de outra perspectiva. A idéia de abrir

lojas fora do país, por exemplo, surgiu três anos atrás, numa conversa com meu oráculo e amigo João Alves de

Queiroz Filho, o Júnior, dono da Assolan. Ele abriu meus olhos para uma possibilidade nova. Eu estava satisfeito

e tranqüilo com o resultado da marca no Brasil e mais a fim de pegar onda e velejar. A expansão internacional

deu fôlego a meu negócio e me revigorou como empresário.

Clovis Tramontina

50 anos, presidente da Tramontina

"As empresas de um homem só não sobrevivem"

Se quer ter sucesso profissional, cerque-se dos melhores. Não tenha medo de dividir o

poder com profissionais tão bons ou melhores do que você. E, principalmente, cuide para

que essas pessoas tenham perfis diferentes entre si. Essa é a única forma de evoluir.

Roberto Barbosa

55 anos, presidente do Grupo Nova América

"Se a negociação for fácil demais, desconfie"

Os melhores negócios que já fiz na vida exigiram muito esforço para chegar a um acordo. Os

que tiveram um desfecho rápido sempre se provaram complicados mais tarde. A ansiedade é o

pior veneno numa negociação. Não se pode demonstrá-la, ainda que o que esteja na mesa seja o negócio de

sua vida. Um dos maiores testes pelos quais passei foi a compra da marca União, da Copersucar. A aquisição

dobraria o faturamento da minha empresa. Levamos oito meses para bater o martelo.

Victor Siaulys

69 anos, presidente do Conselho do Aché

"Cuide bem do filho do seu funcionário"

Pode parecer um conselho periférico, mas quando cuidamos bem dos filhos dos

nossos funcionários criamos uma relação de confiança, amizade e de envolvimento

com os comandados. Quebramos todas as resistências que podem surgir das relações

conflituosas entre empregado e empregador. Faz bem à saúde do próprio negócio. Isso pode evitar casos como

os escândalos ocorridos anos atrás em empresas americanas, quando funcionários acrescentaram substâncias

venenosas a alguns produtos. Funcionários devem ser aliados, e não inimigos.

Manoel Amorim

47 anos, diretor da Telefônica Internacional

"Para saber a causa real de um problema, pergunte três vezes por quê"

Quando alguém relata um problema e você pergunta por que ele aconteceu, a primeira resposta

nunca é a causa real. Em geral, as pessoas dizem algo genérico ou dão uma desculpa, em vez

de uma explicação. Por isso, sempre repito a pergunta três vezes. Ao final desse processo, ou chego à real

causa do problema ou percebo que a pessoa que o apresentou não tem idéia sobre o que está falando.

Manoel Horácio

60 anos, presidente do Banco Fator

"Aplique o método kiss"

A confusão e a complexidade paralisam. O melhor antídoto contra isso é o método kiss. É

a sigla em inglês para: keep it simple, stupid! Ou: descomplique. Recebi esse conselho

aos 20 e poucos anos, num estágio nos Estados Unidos. Desde então o repito sempre que preciso. É bom

porque todo mundo ri e entende logo a mensagem.

 

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!